O grupo composto pelos peritos da PF Ivo de Carvalho Peixinho, Fávio Sicoli e Paulo Cesar Hermann conseguiu “extrair a chave secreta usada para proteger as mídias das urnas eletrônicas”, usando “engenharia reversa”.

Outro grupo, formado pelo professor Diego Aranha, Pedro Yóssis, Thiago Cardoso, conseguiu identificar uma biblioteca sem assinatura digital e alterar o seu log, ou seja, onde são registrados os eventos da urna eletrônica.

Conseguiu, inclusive, acoplar um teclado à urna e emitir comandos a partir daí.

Confira o relatório e a explicação oficial do TSE.

Imagem-_500_-falhas-urnas

 

Fonte: Agência APCF